História da Congregação Pavoniana

A Congregação Pavoniana

A Congregação Religiosa dos Filhos de Maria Imaculada (Pavonianos), surgiu em 1847. Desde então, os Religiosos pavonianos, levam adiante o trabalho iniciado pelo fundador, pavoni_milzanio Beato Ludovico Pavoni, apostando nos valores e no potencial do ser humano, procurando ajudar as crianças, os surdos e os jovens crescerem em autenticidade e no comprometimento com os irmãos e irmãs, especialmente com os empobrecidos.

Estão inseridos na sociedade e na Igreja Católica, através de espaços educativos que abrangem atividades de Ação Complementares à Escola, Escolas Profissionalizantes, colégios, centros especializados de atendimentos aos surdos, paróquias e pastorais específicas (Pastoral da juventude, Pastoral do Surdo e Pastoral da catequese).

A Família Pavoniana é formada por Religiosos (Padres e Irmãos) e leigos e leigas que, “unidos por fortes laços de caridade” e vivenciando o “Espírito de Família”, levam à frente a missão de fazer das crianças, dos surdos e dos jovens “bons cristãos e honestos cidadãos”.

Um Carisma mais do que vivo

O objetivo que o Beato Ludovico Pavoni teve, desde o início, foi o de constituir uma comunidade de “consagrados inflamados pelo amor de Deus e perseverantes na santificação de si mesmos”. Nesse sentido, os Religiosos pavonianos procuram promover, por todos os meios possíveis, o bem do próximo e distinguem-se pela educação humana, profissional e religiosa das crianças e jovens empobrecidos, bem como dos surdos.

Em tudo, propõem-se a conformar a própria vida à do Divino Mestre, Jesus Cristo, que aponta o caminho para a vida.

“A caridade bem acesa no coração, há de fazer experimentar
vivamente os interesses divinos e do próximo”.
(Beato Ludovico Pavoni)

Oração pela Santificação do Beato Pe. Ludovico Pavoni

Cuidarão das crianças como a pupila dos olhos”

Ó Pai, fonte de vida e alegria, Vos pedimos com toda confiança, pela intercessão do Beato Ludovico Pavoni, que nos concedais a graça (fazer o pedido ). Que o vosso amor onipotente, atenda a nossa oração e glorifique o vosso servo fiel que deu alegria e esperança aos jovens e aos pobres. Reforçe este pedido nossa querida mãe, Maria, que em Caná obteve o primeiro milagre de Jesus, Vosso Filho, que vive e reina nos séculos dos séculos. Amém!